segunda-feira, abril 14, 2008



Era uma vez...

ECO E NARCISO






Foi por associação de ideias...

Da mais elementar, aliás.

Isto, por causa do último postal e respectiva caixa de esmolas, em que se falou do umbigo de Eco (o Umberto).

Mais da fealdade versus beleza.

Vai daí lembrámo-nos do mito, a que até já dedicámos um esquizofrénico postal.

Pois, andamos um bocadinho repetitivos.

Talvez por isso ecoemos...

Mas, se com isto vos maçarmos, sempre podeis ir dar uma instrutiva volta por aqui!






Eco (que não o Umberto) era uma ninfa.

Gostava de saltitar pelos bosques e até acompanhava Diana nas caçadas.

Mas tinha um defeito: não se calava.

Chata, mesmo! Gralha do pior.

Certo dia, na iminência de Hera descobrir que Zeus, seu marido, estava na brincadeira com outras ninfas, Eco resolve distraí-la, para evitar que o surpreendesse em flagrante delito.

Só que Hera não era parva, percebeu a tramóia e castigou Eco.

Castigo: daí avante só poderia falar quando instada e apenas para repetir as últimas palavras do interlocutor.

Tomai que é para aprenderdes (!), deve ter dito...





Um dia, quando Eco passeava a sua amordaçada tristeza, viu Narciso.

Um jovem incrivelmente belo, com uma aparência meio andrógina, tipo modelo da Calvin Klein, mas que despertava as maiores paixões sem passar cartão a nenhuma delas.

Em suma, um parvo!

Mas ela, outra tonta, não resiste, encanta-se e (per)segue-o.

Ele apercebe-se e pergunta: "Quem está aqui?"

Como resposta recebe "aqui, aqui, aqui"...

Conclusão abreviada: ninfa rejeitada!

Eco sentiu-se tão infeliz que até pediu a Afrodite que lhe tirasse a vida. Mas consta que não teve essa sorte.

Quanto ao jovem, que já começava a irritar, também não teve final feliz. E... haja justiça!

Nemésis, que gostava pouco de adolescentes convencidos (teria Narciso 16 aninhos), fez com que ele se visse reflectido num lago e se apaixonasse perdidamente por si mesmo.

Obviamente sem qualquer possibilidade de ser correspondido, pois de cada vez que tentava agarrar a sua imagem ela desfazia-se em pequenas e sucessivas ondas.

Ficou pregado ao seu reflexo. E foi bem feito!

Parece que depois de muito tempo surgiu no local uma flor que recebeu o seu nome.

Ao menos ficámos a saber a razão de "o nome do narciso", coisa que Eco (o Umberto) não conseguiu explicar sobre a rosa...

E se, porventura, considerardes esta nossa versão pouco séria, já sabeis o que fazer...


46 Comments:

Blogger Bandida said...

ecos e narcisos, capitão, e a ninfa rejeitada...tadinha. não bastava o outro não largar o lago...a parva da Afrodite podia ter dado uma ajudinha, não?
há deusas que não merecem sê-lo...

mas, aqui para nós que ninguém nos ouve, o Zeus era um grande valdevinos e a Hera coitadita brincava com quem? sabeis a resposta? eu cá não sei de nada...

belo post capitão!!

a Vossa mão, meu capitão!

13/4/08 10:01 da tarde  
Blogger Boop' said...

Parece que a beleza te irrita mais que a fealdade...

hmmmm!!!!!!!!

13/4/08 11:11 da tarde  
Blogger Naked Lunch said...

... inho... inho... inho...

14/4/08 11:18 da manhã  
Blogger Lizzie said...

Capitão:
apesar de ser segunda-feira não estamos com apetite de depressão.
Temos pena altiva da Eco, que pode ser a Kate Moss.Imaginamo-la a botar palavra, esta a ir contra a parede e voltar-lhe para a boca e assim sucessivamente. Parece-nos dança minimal repetitiva com imensas possibilidades cénico-coreográficas.
O Narciso pode ser Jamie Dornan(quem falou em C. Klein haveis sido vós,agora aguentai)a perguntar à água:"eu sou modelo logo poderei ser bom actor?". As ondas do reflexivo líquido são a forma que arranjou para abanar a cabeça na horizontal e torcer o nariz já que não tem uma coisa nem outra.
Nos tempos que correm aqui tendes explicação para as águas andarem tão agitadas.
Inflações de versatilidades.


Continência

14/4/08 2:08 da tarde  
Blogger Lizzie said...

e,já agora, conheceis algum presidente com vastas e galopantes miopia e demência, disponível para casar?
O telefone é *********
Dá-se imagem de recomendação autenticada por espelho esquizóide.

Agradecidas pelo obséquio

14/4/08 2:18 da tarde  
Blogger intruso said...

coitada da moça, a ecoar por aí...


[o video é delirante,
o não-deprimente digo...]


:)


abraço

14/4/08 3:03 da tarde  
Blogger Trivialidados said...

Gostei muito do blog Capitão, LOUNGEART de seu nome, interessante. Um abraço.

14/4/08 4:51 da tarde  
Blogger Frioleiras said...

adoro ecos,
adoro narcisos

porque acho que tenho um pouco dos dois e... neste mundo, em que quase não temos lugar, pensamos demasiado em nós próprios, espalhando os nossos redundantes ecos e espiando-nos aos espelhos.... também se não fosse assim quem o faria por nós?........

15/4/08 12:01 da manhã  
Blogger Pedaços de mim said...

Também adoro ecos e narcisos,
uns que sejam ecos do silencio,
narcisos que sejam do campo....


:)

Ps: é da noite.....

15/4/08 1:01 da manhã  
Blogger Teresa Durães said...

bem contada a história de Eco e Narciso. excelente!! (não cliquei)

15/4/08 7:02 da tarde  
Blogger Astor said...

não sabia bem a história.

graças ao capitão, agora já sei. raios e coriscos.

ps: andamos deprimidos capitão? Mazzy Star :)

15/4/08 8:49 da tarde  
Blogger Haddock said...

boas!!

subindo...

astor, somos assim... generosos!
pahh, e sempre gostámos de cantigas melancólicas, que fazer?

teresa, mas acredita que a versão da tubagem é mais credível!

pedaços de ti, quantas saudades... e ecos de silêncio sabem bem com gralhas por perto!!

frioleiras, andas tristonha, nóa sabemos...

trivial, caríssimo, tens toda a razão! a publicidade foi pobrezinha... talvez por inibição, uma vez que TAMBÉM FAZEMOS PARTE DA EQUIPA DESSE NOVO E FANTÁSTICO BLOGUE CHAMADO LOUNGEART, embora, por falta de novidades, ainda não tenhamos arriscado a publicar um postaleco por lá, para não fazermos má figura...

intruso, o não deprimente tem piada, tem..

lizzie, a kate moss é uma boa escolha, até porque seguramente não lhe faria grande "mossa" a ecofonia, especialmente se estivesse com os pozinhos... quanto ao moço, não conhecemos, mas adivinhamos-lhe os (ausentes) talentos...
quanto ao que pedis, que tal aquele que o rei mandou calar?? ainda tem muita esperança de vida, não é?? pois...

naked lunch, ficaste apanhad... inho! mas isto do eco é como os soluços, cura-se com um susto.

boop, não psicanalises.... e nahhhhh!! achamos também muita piada a caras larocas!!

bandida, estás a exigir demais dos meus wikipédicos conhecimentos de mitologia grega. a hera, consta, sempre gostou de paredes e acabou agarrada a elas... gostos!

vénia, a&b!!

15/4/08 9:22 da tarde  
Blogger Lizzie said...

Capitão:
o porqué no te callas já está ocupado pela Naomi Campbell, que ficará bem neste vosso postal já que tem as exactas medidas, em altura e largura, definidas pelos gregos para o corpo ideal feminino, coisa rara e considerada quase impossível.
Questões matemáticas que fariam o Hitler arrancar o bigodinho dado o...bronzeamento.
Também pensámos nesse mas não é miope.

Continência

16/4/08 10:10 da manhã  
Blogger Lord of Erewhon said...

As associações de ideias, em palavras ou imagens, nunca é inocente - um rio negro que corre dentro do sangue as conduz.

16/4/08 5:22 da tarde  
Blogger casa de passe said...

Narciso já tive um;

nada devia à beleza, mesmo assim ameio-o profundamente.

mas foi ele que me trouxe para esta vida.

LouLou

16/4/08 11:20 da tarde  
Blogger licopódio said...

"E foi bem feito!"

A beleza, castigo dos castigos?

17/4/08 12:20 da manhã  
Blogger licopódio said...

"E foi bem feito!"

A beleza, castigo dos castigos?

17/4/08 12:20 da manhã  
Anonymous Monitor de LCD said...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Monitor de LCD, I hope you enjoy. The address is http://monitor-de-lcd.blogspot.com. A hug.

17/4/08 7:51 da manhã  
Blogger D. Maria e o Coelhinho said...

DESCULPE CAPITÃO. NÃO LI NADA DO SEU POST, DESALMADA QUE ANDO À PROCURA DO MEU COELHINHO. DISSERAM-ME QUE O VIRAM NA MEXICANA E QUE DEPOIS TINHA ENTRADO PARA A SUA CASA!!!

ESTARÁ POR AQUI?



COEEEEEEEEEEEEEEEEELLLLLLLLLINHO

ONDE ESTÁS ?



D MARIA

18/4/08 2:04 da manhã  
Blogger burro said...

tudo bom para ti...(para vós).

18/4/08 3:01 da manhã  
Blogger D. Maria e o Coelhinho said...

a D. Maria está cada vez mais na mesma. o que a safa é a beleza.


Coelhinho

18/4/08 4:45 da tarde  
Blogger triliti star said...

sendo o rosto o espelho da alma - grande disparate - a um rosto feio corresponde uma alma sem beleza?

18/4/08 5:04 da tarde  
Blogger triliti star said...

um comentário completamente fora de contexto, mas que importância tem isso?

18/4/08 5:05 da tarde  
Blogger Boop' said...

Vim aqui mas não para ler fosse o que fosse!
Apenas para me fazer de narciso e olhar-me a mim própria!

(momento de contemplação)

E pronto, já posso ir embora!
LOL

18/4/08 7:43 da tarde  
Blogger Emma Larbos said...

Capitão,

Apreciei o narciso, que é flor agradável. Mas devo protestar contra a injustiça cometida a respeito do Eco.
Um escritor não tem de explicar tudo. Tem de deixar alguma coisa para a gente fazer. O último verso do romance, "Stat rosa pristina nomine, nomina nuda tenemus", é uma réplica do verso "Stat Roma pristina nomine, nomina nuda tenemus" de Bernardo de Morlaix, monge cluniacense do séc.XII, que escreveu um belo poema chamado "De contemptu mundi". As interpretações e as razões da substituição de "Roma" por "rosa" são muitas, umas mais filosóficas outras mais metafóricas mas andam todas por aí, muito coerentes e explanadas em letra de forma.

18/4/08 11:36 da tarde  
Blogger merdinhas said...

ou não
ou não
nãâããão.......é o eco da tua história.

e não me lembro de não gostar dessa história.

agora vou clicar.
clicar.
clicar aaaaaaaaaaaaar

19/4/08 1:25 da manhã  
Blogger merdinhas said...

Cliquei e primeiro assustei-me com o WELCOME que me apareceu sem eco e muito alto...

19/4/08 1:27 da manhã  
Blogger merdinhas said...

(Haveis dito alguma coisa sobre a minha lata Capitão?)

Prometo-vos uma lata maior.


mas por agora um abraço. Abraçai ou não.

19/4/08 1:30 da manhã  
Blogger Bandida said...

há formas de encarar narcisos que não se formam com ecos...

enfim, coisas da mente...

19/4/08 9:20 da tarde  
Blogger pardal de telhado said...

~ ~ ~ ~
é só para deprimir mais um bocadinho!!?
já me chega de depressão que ando a voar~~~ muito baixo ~~~

20/4/08 2:58 da manhã  
Blogger Haddock said...

boas!

subindo...

pardal, altos voos se adivinham. depois da tempestade...

bandida, não percebi népias...

merdinhas, "lata maior"?? bem, depois lá vi o invisível link... estamos todos nessa, vanessa...

senhora De larbos, não há outra interpretação: este eco gosta de armar-se ao intelectual!! onde já se viu escrever um livro sobre o seu próprio livro para explicar o respectivo título ?? dizem as más línguas que, como muitos nem o segundo perceberam, ele tenciona escrever um terceiro explicativo do precedente...

boop, vaidozona... qualquer dia só penduras quadros que tenham como modelo o teu baloiço...

triliti, essa é boa... então e o homem elefante ali de baixo??

coelhinho, bela, mas completamente chanfrada!!

burro, deixa-te dessas coisas!! isso é chantagem emocional, pahh!!

d. maria, pelo sim, pelo não, veja no forno...

monitor de lcd, voltas a chatear e estás feito ao bife!!

licopódio, não... os anjinhos são prova do contrário!! claro que também não têm sexo...

loulou, malandro esse gajo!! devias pedir uma indemnização por danos morais e outros...

caro lord, de facto nada foi inocente... tínhamos de mudar de postal e tínhamos e foi o pretexto que se arranjou!

lizzie, ah, pois é. a naomi... que parece gostar de oferecer estaladas a torto e a direito. mas não desesperais, que vamos fazer uma pesquisa mais aturada com vista ao vosso desencalho...

vénias, a&b!!

20/4/08 7:52 da tarde  
Blogger 100 remos said...

Ok. Vejamos, Eco e Narciso...

Espelho, espelho, espelho, meu, meu,meu, há, há, há, cliente, cliente, cliente, mais, mais, mais,ausente, ausente, ausente, do que, do que, do que, eu, eu, eu?

20/4/08 8:40 da tarde  
Blogger hora tardia said...

lastimo.


não explico. a poesia é mesmo uma pauta.


desculpe caríssimo Capitão.
remeto-me à minha mísera condição de escrevente.

20/4/08 9:03 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

.....obrigada....:)



agora passo a legente.



uma boa semana....



hora.tardia.

20/4/08 10:24 da tarde  
Blogger Bandida said...

睡眠中は刺激に対する反応がほとんどなくなり、移動や外界の注視などの様々な活動も低下する。一般的には、閉眼し意味のある精神活動は停止した状態となるが、適切な刺激によって容易に覚醒する。このため睡眠と意識障害とはまったく異なるものである。 またヒトをはじめとする大脳の発達したいくつかの動物では、睡眠中に夢と呼ばれるある種の幻覚を体験することがある。

睡眠の目的は、心身の休息、記憶の再構成など高次脳機能にも深く関わっているとされる。下垂体前葉は、2時間から3時間の間隔で成長ホルモンを分泌する。放出間隔は睡眠によって変化しないが、放出量は多くなる。したがって、子供の成長や創傷治癒、肌の新陳代謝は睡眠時に特に促進される。その他、免疫力やストレスの除去などがあるが、完全に解明されていない部分も多い。, meu capitão

短期的には睡眠は栄養の摂取よりも重要である。ラットを用いた実験では、完全に睡眠を遮断した場合、約10 - 20日で死亡するが、これは食物を与えなかった場合よりも短い。, meu capitão


[編集] ヒトの睡眠

a Vossa mão, meu capitão!

20/4/08 10:55 da tarde  
Blogger audrey said...

Ena, ena, o que por aqui vai!

Há tanto tempo que não me encostava aqui.
Sento-me a olhar e a ler-vos, Senhor Capitão!

21/4/08 2:15 da manhã  
Blogger pentelho real said...

uma rosa vermelha é sinal de amor: vejo-a mas não a tenho em minhas mãos.vou colher narcisos aos molhos e ouvir o eco das minhas preces.

21/4/08 6:11 da tarde  
Blogger pentelho real said...

senhor de Haddock, isto não é coisa que se diga nem ao nosso pior inimigo, quanto mais à senhra bandida que anda sempre a beijar a vossa mão.

Med den Freudianske og Jungianske Psykoanalyses gennembrud i begyndelsen af det 20. århundrede som en del af det moderne gennembrud opstår der nye retninger indenfor kunsten. En af disse retninger er surrealismen. Surrealisterne ønsker at igennem deres kunst at udstille både deres egne private drømme, fantasier, ubeviste seksuelle drifter men også storbyens, kapitalismens og den senere 1. Verdenskrigs vanvid og absurditet. På den måde er surrealisternes kunst en skarp kritisk kommentar vendt imod den fremvoksende industrielle kapitalismes rationalismetyranni fordi de udstiller menneskets dyriske drifter. Mange Surrealister var Reformsocialister eller revolutionære Marxister der igennem deres kunst forsøgte at vælte det pæne borgerskabs fornuftskultur og muliggøre en ”surrealistisk” tilværelses hvor man frit kan udtrykke sine lyster uden kapitalismens sociale fornedring eller rationalismens behovsundertrykkelse. På den måde henter den surrealistiske bevægelse indenfor kunsten inspiration fra et mix af ideer fra både Marxismen frontfigur Karl Marx og Psykoanalysens stormester Sigmund Freud. Surrealisterne var meget optaget af at slå et slag for en ”friere” seksualitet, som vi kender det i dag, ganske som samtidens kulturradikale.

porque nada percebi, vou levar à irmã que ensina línguas para ela me traduzir.

21/4/08 8:13 da tarde  
Blogger Haddock said...

boas!!

cemremos, não me faças falar de ingratitude... há bastos fregueses que deixaram de me prestar "cavaco", salvo seja...

hora tardia, nós é que lastimamos não nos ter sido cultivada essa veia poética e sabedoria pautal...
e não abandonais a condição de escrevente, ora essa!!

audrey, fica à vontade, mas neste estabelecimento há consumo mínimo!

bandida, também não é preciso afinar e logo em chinês, caramba!!!

princesa, muito bonito... e pedi à irmã que traduza, pois vereis que nada há de insultuoso em nosso nórdica resposta; foi apenas uma solução esmolar para um texto que tivémos dificuldade em interpretar...
e já vão dois! como acusou a hora tardia...
mas tudo muito cordial... (espero, que não sei chinês!!).

a&b!

21/4/08 8:28 da tarde  
Blogger Boop' said...

Um quadro com o meu baloiço...
como não pensei nisso antes?!?!?!?

Obrigada por me iluminares assim!
Ehehehhehe

21/4/08 10:50 da tarde  
Blogger Lia Bettencourt said...

esta é a versão que deveria ser ensinada nas escolas!

22/4/08 5:43 da tarde  
Blogger pinky said...

amo a 1ª imagem, adorei o art/link (aiiiii aquela chaiseeee longuiiiii!) e fiquei deslumbrada com a história recontada de narciso, refrescante, com "aquela" tonalidade de humor que é tão tua!
Um 20 de valor postal! ;)

23/4/08 12:40 da manhã  
Blogger tolilo said...

yio Haddock

eu gosto mais de rosas do que de narcisos.

gosto tanto,
tanto de rosas!

ouve, quando é que me vens contar uma historinha ao pé da minha caminha caminha pequena?

Chuac!_

23/4/08 12:40 da manhã  
Blogger margarida já muito desfolhada said...

pobre narciso.
quando a cabeça não tem juízo...

23/4/08 7:39 da tarde  
Blogger merdinhas said...

Se fui ao Cave? Fui.
Se gravei? Não sabes!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Mas foi um grande concerto.

Sem eco, com um ou outro "feed back" mas nada que ele não contorne agilmente.

(e que tal o telejornal hoje? Viste o Jardim a chegar antes da hora?)


abraço

23/4/08 10:07 da tarde  
Blogger Haddock said...

boas!

subindo...


merdinhas, vi intermitentemente, como é hábito, salvo quando não vejo por culpa tua!
também gostava de ter assistido, mas consolei-me com os portishead.

margarida já muito, cá para mim, ele não tinha era cabeça...

tolilo, já lá vou contar a história do barba azul!

pinky, e não viste tu a versão na tubagem...

lia, mostra a tubagem aos piquenos...

boop, eu e as minhas ideias...


a&b!!

24/4/08 12:34 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home